Serviço de Fiscalização de Dano Ambiental

O que é o serviço?

Fiscalizar atividades potencialmente ou efetivamente poluidoras de impacto no município. Podendo ser: disposição irregular de resíduos, queima, atividade não licenciada, desmatamento, intervenção em APP, poluição do solo, sonora, hídrica e atmosférica.


Como solicitar?

Os munícipes podem realizar pessoalmente, o Boletim de Ocorrência Ambiental – BOA, na Sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O documento pode ser identificado ou não (anônimo) e deverá descrever o local do possível dano ambiental e quem está realizando.  

 

Onde solicitar?

Departamento de Controle Ambiental

Divisão de Fiscalização Ambiental

Endereço:

CEP:

Tel. Gabinete:    

Boletim de Ocorrência Ambiental – BOA:  .

E-mail: 

Horário de funcionamento: Segunda a sexta, horário comercial.

 

Quais os requisitos necessários?

Denunciante:

Dados do denunciante: caso ele queira se identificar.

 

Denunciado:

Dados do denunciado.

 

Tipo de Dano:

Disposição irregular de resíduos, queima, atividade não licenciada, desmatamento, intervenção em APP, poluição do solo, sonora, hídrica e atmosférica.

Documentos necessários

Para o registro de ocorrência de possível dano ambiental: 

Preenchimento do Boletim de Ocorrência Ambiental;

Dados do denunciante: nome, contato, endereço, CPF;

Dados do denunciado: nome, contato, endereço e ponto de referência;

Descrição do dano: descrever o tipo de dano ambiental que está ocorrendo, a quanto tempo ocorre;

 

Formulário único de defesa / recurso / impugnação de peça fiscal.

Preenchimento do formulário / requerimento;

Identificação do munícipe ou empresa;

Da justificativa;

Cópia da peças questionada;

Se não for envolvido na situação deverá apresentar procuração.

 

Qual o prazo de atendimento e/ou execução?

Prazo de 30 à 45 dias para fiscalizar o possível dano ambiental.

&n